Atenção para os tablets no ambiente corporativo! Proteja sua empresa

Anos atrás, aflorou a discussão sobre o uso de laptops nas empresas. O assunto depois passou para os smartphones e hoje a utilização de tablets no ambiente corporativo está em pauta. Para as empresas, o aparelho pode significar um aumento de produtividade.

Por exemplo, imagine um vendedor que precise ir a um cliente. Em um tablet o profissional consegue acessar o e-mail e a solução de CRM sem precisar abrir um laptop. Essa praticidade faz com que o uso de tablets no ambiente corporativo ganhe força tanto para trabalhos executados dentro da empresa quanto para aqueles exercidos remotamente.

Todavia, assim como laptops e smartphones, tablets exigem uma atenção quanto à segurança interna da sua empresa.

O perigo dos tablets no ambiente corporativo

Muitas empresas passaram a permitir a utilização de tablets no ambiente corporativo. Contudo, elas ainda não se preocuparam com os perigos que isso pode trazer para a segurança interna, uma vez que várias organizações permitem que o servidor da organização seja acessado pelos dispositivos móveis.

Engana-se quem pensa que tablets são mais seguros que o desktop ou que o laptop. Na verdade, apesar de menores representam igual ou maior perigo. Os usuários de tablets correm riscos de todos os tipos de malware que dão permissão a usuários não autorizados entrarem nos sistemas de rede da empresa. Se não houver uma proteção adequada, não serão apenas os dados dos seus funcionários que ficarão disponíveis aos hackers e engenheiros sociais, mas também os dados do seu negócio.

Pensando agora no trabalho remoto: aeroportos, hotéis, cafés e outros locais permitem a conexão de tablets a Wi-Fi públicos. Isso pode ser extremamente conveniente para o funcionário que precisa resolver um assunto urgente entre um voo e outro. No entanto, é também uma das maneiras mais fáceis que criminosos cibernéticos conseguem roubar dados.

Com tecnologias de rastreamento de Internet o hacker mal-intencionado consegue capturar dados em trânsito, como e-mails, informações de login, dados da empresa etc. (a isso dá-se o nome de Session Hijacking ou, em português, Sequestro de Sessão).

Como proteger sua empresa?

O primeiro passo é ter uma política de segurança de TI. Trata-se de um documento que reúne regras, normas, métodos e procedimentos que todos os funcionários devem seguir – independentemente do nível hierárquico. Na política, deve-se estabelecer quais informações os tablets no ambiente corporativo podem acessar por meio do servidor da empresa.

Para que possam entender os riscos do uso descontrolado dos dispositivos móveis, é importante a TI ser clara quanto aos danos (tanto para o funcionário em si quanto para a empresa). Sobre o acesso às redes de Wi-Fi público, a melhor maneira de proteger os tablets dos funcionários é instalar uma VPN que conecta os usuários à rede privada e segura da sua empresa. Apesar de a VPN utilizar a conexão Wi-Fi pública, o tráfego e os dados são enviados e recebidos por meio da conexão privada. Isso dá mais segurança.

Além disso, nunca é tarde (e nunca é demais) instruir os funcionários que somente visitem e insiram dados privados em websites que utilizem SSL (Secure Socket Layer), o qual criptografa os dados enviados e recebidos (isto é, instrua-os a utilizarem somente os sites SSL que começam com “https”).

Concluindo

Algumas empresas ainda evitam o uso de tablets no ambiente corporativo, em partes porque esse tipo de dispositivo pode ser uma distração, e em partes porque entendem dos riscos que eles podem trazer à segurança de TI.

Gosto de dizer que o ideal é ter um equilíbrio. Com o aumento do trabalho remoto, é importante que empresas entendam que os dispositivos móveis pessoais chegam a ser também ferramentas de trabalhos. Caso você tenha interesse em se aprofundar no assunto “Segurança da TI”, deixo a sugestão de dois artigos:

E se você quiser conversar com especialistas na área, entre em contato conosco. Nós, da Scurra, estamos preparados para ajudar sua organização a proteger seus dados. Deixe um comentário ou entre em contato conosco para saber mais. Até a próxima!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *