Como fazer a manutenção preventiva de notebooks de maneira simples

NotebookClean

A falta de manutenção preventiva dos notebooks pode trazer grandes prejuízos para o usuário, seja por causa de travamentos e desligamentos repentinos, ou até mesmo a inutilização de peças importantes, como o cooler, o processador e a placa-mãe. Esse cenário ocorre devido as altas temperaturas causadas pela obstrução das entradas de ar por poeira ou por superaquecimento do hardware.

É recomendado fazer a manutenção preventiva a cada seis meses ou um ano. Se você perceber que o ambiente acumula muita poeira, pode diminuir esse período, e a revisão deve ser realizada por um profissional especializado. Além de uma limpeza feita com produtos específicos, a manutenção inclui a substituição da pasta térmica, lubrificação do cooler e desumidificação da placa-mãe. Todas essas práticas ajudam a dissipar, de maneira uniforme, todo o calor gerado pelo processador.

Não se esqueça da atualização

Não é apenas com o hardware que se deve ter atenção, pois os programas instalados e o próprio sistema operacional também podem ocasionar travamentos ao notebook. Uma dica para se fazer uma verdadeira “faxina” no sistema é utilizar ferramentas como o Ccleaner. As atualizações de drivers e de programas aumentam o desempenho da máquina, além de adicionar novas ferramentas e recursos. O Windows também deve estar sempre atualizado – para fazer isso, basta acessar a ferramenta Windows Update que está localizada no Painel de Controle.

Melhorando o disco rígido

Os discos de estado sólido (SSD) são melhores que os discos rígidos (HD) em diversos aspectos. Por serem mais leves e não possuírem partes móveis (todos os dados são salvos em memória Flash) são mais rápidos e mais confiáveis. Além disso, eles consomem menos energia, e por consequência aumentam a autonomia da bateria. O ponto negativo neste caso é que os SSDs são mais caros e possuem menos espaço que os discos rígidos da mesma categoria, mas vale a pena o investimento nesta tecnologia.

Caso você não disponha de tanto dinheiro para investir, ainda sim pode trocar o HD original de seu notebook por outro com capacidade superior. Atualmente, um HD de 500 GB não é tão caro e pode dar muito mais espaço para os arquivos pessoais e para o sistema operacional. Outra possibilidade é dividir o HD em partições para facilitar a organização dos arquivos ou instalar um sistema operacional alternativo.

A nuvem como aliada

Uma alternativa gratuita para aumentar o espaço em disco é usar os recursos em nuvem. Ferramentas como o Dropbox servem como uma espécie de backup online e também sincronizam arquivos entre máquinas diferentes. Outra função interessante desses serviços é o compartilhamento de dados com amigos ou parentes, por exemplo.

Upgrades

Um novo processador ou uma nova GPU (processador gráfico) dará uma “força” para um notebook mais antigo. O resultado desse tipo de upgrade pode torná-lo mais veloz do que um computador novo. No entanto, precisamos lembrar que não são todas as máquinas que permitem esse tipo de atualização e o processo de instalação é complexo, exigindo a desmontagem completa da máquina. Caso você não seja especialista, o mais indicado é a procura de um profissional.

Não se esqueça da bateria

Conforme o tempo passa, a bateria do notebook perde a vida útil e começa a não segurar a carga de maneira satisfatória. Isso é normal, pois todas as baterias se degradam conforme passam os ciclos de carregamento e de descarregamento. Assim, se faz necessário a troca da bateria por uma mais poderosa que o modelo original. Para realizar essa troca, basta encontrar um modelo que seja compatível com o seu notebook e verificar se o índice de mAh (milliamperes/hora) é maior que a da original.

Você gostou do conteúdo desse artigo? Deixe o seu comentário logo abaixo e não deixe de conferir os outros posts do blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *