Como melhorar a performance de pequenos times de TI?

É cada vez mais comum vermos áreas de TI atuando com equipes enxutas. E isso não é algo visto apenas em pequenas empresas, pelo contrário, uma vez que esse cenário tem sido cada mais observado também em negócios de grande porte. Inclusive, é normal vermos organizações grandes com equipes de TI compostas de apenas um funcionário.

Sabemos que esse cenário não é algo exclusivo do setor de TI. Hoje em dia, com a necessidade de enxugar gastos, áreas como marketing e comunicação também sofrem do mesmo mal. A questão toda aqui é: como a TI é uma área extremamente estratégica, como um único profissional (ou um time pequeno) consegue atender às demandas internas dos usuários ao mesmo tempo que cuida da gestão de contratos, garante a segurança interna da TI, cuida dos backups e procura por tecnologias que alavanquem a empresa?

Em outras palavras: como a performance de pequenos times de TI pode melhorar? Para responder à questão, vamos imaginar as seguintes situações:

#01 – O servidor da empresa é atacado por um hacker

A equipe de TI de uma empresa X é composta por 1 funcionário que está ocupado instalando um software em uma máquina. O servidor é atacado por um hacker e, logicamente, o funcionário precisa largar tudo que está fazendo para resolver o problema. O telefone não para de tocar e, para completar, tem um contrato na mesa que precisa ser renovado.

#02 – O desempenho de equipamentos e softwares caiu

Os dois funcionários da área de TI da empresa Y estão com uma demanda muito grande de atendimento aos usuários. Por esse motivo, a análise de equipamentos e softwares foi deixada de lado, o que criou um outro problema: os gargalos.

Tanto na primeira quanto na segunda situação os profissionais precisam priorizar as tarefas mais urgentes. Perceba que ao invés de terem um papel mais estratégico, as duas equipes de TI trabalham para apagar incêndios.

Como reverter esse cenário?

Para que a performance de pequenos times de TI (como mostrado nos dois exemplos) possa ser maximizada, a solução é contar com parceiros especializados. Como apresentado nas duas situações, é humanamente impossível que os profissionais descritos consigam auxiliar a empresa a ser mais produtiva e resolver as demandas normais da área ao mesmo tempo.

Uma boa solução para esse problema é manter a estrutura interna de TI cuidando de questões como Gestão de Contratos, atendimento aos usuários, entre outras, enquanto que uma equipe de fora cuida de demandas como atualização de softwares e máquinas, backups (inclusive avaliando as melhores opções), segurança da informação (com criação de políticas corporativas) etc.

Uma empresa especializada possui uma equipe multidisciplinar para atender seus clientes. Normalmente, são empresas que investem em treinamentos e certificações constantemente para se manterem competitivas e solucionarem os problemas das organizações que atendem. Assim, elas têm todo o know-how para ajudar a melhorar a performance de pequenas empresas de TI.

Contar com a ajuda de fora é importante também nos casos de projetos especiais. Um time de TI enxuto com toda certeza precisará de uma mão de obra especializada em um tipo específico de projeto. Por essas e outras, se contratar novos profissionais para atuarem internamente na TI da sua empresa está fora de cogitação, avalie a contratação de serviços de empresas especializadas. Nós, da SCURRA, podemos ajudar e nos colocamos à disposição caso você queira entender melhor como funciona nosso trabalho. Visite nosso site e entre em contato!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *