Economia e a TI: CapEx e OpEx

Como gestor da área de TI, é importante que você entenda que ao adquirir novos equipamentos, recursos, softwares e serviços, para o departamento financeiro eles serão uma despesa de capital (CapEx) ou entrarão na categoria de despesas operacionais (OpEx). E o que isso significa, exatamente? Para encontrar a resposta, confira a seguir.

O que é CapEX?

CapEx vem de Capital Expenditure, que em português significa Despesas de Capitais ou Investimentos em Bens de Capitais. Refere-se aos fundos usados por uma empresa para adquirir, manter e atualizar ativos fixos. Estes podem incluir plantas, propriedades e equipamentos, como edifícios, máquinas e infraestrutura de escritório.

Exemplos de CapEx:

  • Equipamentos de escritório como computadores;
  • Móveis;
  • Veículos;
  • Patentes, licenças, marcas registradas, direitos autorais.

Imagine que sua área comprou 5 máquinas que hoje precisam de manutenção. Essas máquinas são classificadas como CapEx, enquanto os gastos com as manutenções são denominados de OpEx.

O que é OpEx?

Do inglês Operational Expenditure, OpEx (ou despesas operacionais) refere-se ao dinheiro que uma empresa gasta para executar suas operações de negócios diariamente.

Exemplos de OpEx:

  • Aluguel de escritório
  • Internet
  • Salários

O X da questão: CapEx ou OpEx?

Por diversos motivos, empresas tendem a trocar CapEx por OpEx. Isso é possível na contratação de um serviço terceirizado (como terceirização da TI), no aluguel de máquinas e equipamentos e na utilização de softwares na modalidade SaaS.

Essa preferência se dá porque ao optar por pagar um valor X por mês para utilizar um equipamento na modalidade de aluguel (OpEx), por exemplo, na maioria das vezes já estão inclusos os gastos com manutenção, suporte, entre outros. Ao comprar um equipamento, por outro lado, o proprietário terá que arcar com as despesas, o que pode pegar o caixa da empresa de surpresa caso haja um gasto não previsto (como ocorre quando o equipamento estraga).

Apesar disso, não existe uma única resposta quando tratamos de CapEx x OpEx. Tenha em mente que CapEx tem a ver com ativo imobilizado, o que significa que eles ajudam a definir o valor de mercado da empresa. Por outro lado, quanto mais for investido em despesas de capital, menor o fluxo de caixa livre, o que pode dificultar as operações de curto prazo.

Já despesas classificadas como OpEx têm um custo menor se pensarmos em valores mensais. Além disso, a empresa paga pelo tempo que usar. Isso significa que se você alugar uma máquina e ela parar de funcionar, não precisará pagar por ela. Por outro lado, muitas vezes a longo prazo o aluguel que a empresa paga mês a mês poderia ser usado para adquirir uma máquina que aumentaria o valor do ativo imobilizado.

Tradicionalmente, os investimentos em TI seriam considerados CapEx para que as empresas possam aproveitar a amortização dos mesmos ao longo de um período. Com o surgimento da era da nuvem, as organizações mudaram as despesas de TI para o OpEx. Mais uma vez, a maioria das ferramentas SaaS baseia-se em assinatura, isto é, as empresas pagam esses custos mensalmente ou anualmente, fazendo com que essas despesas se estendam além do ano corrente.

Quer saber mais? Entre em contato com a Scurra! E se este artigo foi útil para você, compartilhe-o com seus colegas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *