Não seja refém dos computadores da sua empresa: saiba como dominá-los

Computadores

Por vezes, podemos nos deparar em reuniões com gestores de outros departamentos que se queixam da produtividade de sua equipe porque um simples computador ficou parado por duas ou três horas antes que pudessem consertá-lo. Ou ainda: quem não tem um colega de trabalho que reclama que o computador é lento e prejudica seu desempenho para executar as tarefas do dia a dia?

Todas as situações citadas acima ou similares podem ser evitadas garantido maior produtividade para sua empresa. Por isso listamos alguns tópicos que colaboram para evitar essas situações:

Inventário; Plano de Instalação; Contingência; Manutenção Preventiva. Falaremos um pouco mais sobre eles..

 Inventário dos equipamentos e softwares:

Você realmente sabe quais equipamentos estão à disposição de sua empresa e conhece a configuração deles? Este ponto parece muito simples e óbvio, mas em que um inventário lhe auxiliaria?

Pois bem, conhecendo os equipamentos que tem à disposição, ajuda a dimensionar, por exemplo, a necessidade de substituição do mesmo ou não na implantação de um novo sistema na empresa, será que todos os equipamentos são aptos a executarem seus softwares?

Plano de Instalação

Ter um padrão documentado da instalação dos computadores auxilia a equipe técnica a reduzir o tempo para substituição do equipamento, neste plano pode ser relacionado o sistema operacional utilizado pelo usuário, seus aplicativos e outras ferramentas para a execução da atividade do usuário.

O plano deve ser homologado, ou seja, testado e aprovado, também é interessante indicar a sequência de instalação dos aplicativos para evitar incompatibilidade entre eles, isso fará com que a equipe técnica já saiba o que o usuário realmente precisa e fará com que se ganhe tempo na hora de substituir o equipamento. Outras informações podem ser acrescentadas como voltagem das tomadas do escritório evitando infortúnios, ajudando o técnico que fará a substituição do equipamento.

Contingência

Ter outro equipamento para substituição imediata ou contrato com fornecedores de serviço de manutenção para aquisição de peças necessárias para manutenção e execução do serviço, caso não tenha uma equipe local.

Manutenção Preventiva

Sabe quando seu equipamento começa a ficar lento? Sabia que pode ser apenas um aquecimento porque o cooler do processador já não consegue realizar a refrigeração necessária por estar travado por poeira? E as informações que desaparecem poderiam ser armazenadas em backups previamente?

Muitas pessoas podem imaginar que seu maior prejuízo com um microcomputador quebrado pode ser o custo de manutenção, mas não é. Por várias vezes vemos projetos de milhares de dólares sendo prejudicados porque os computadores não eram dimensionados de forma correta, ou empresas deixarem de faturar centenas de milhares de reais por que o computador que custava R$ 2 mil quebrou.

Mas o que fazer?

O primeiro ponto é saber se sua empresa está apta para encarar o desafio de manter uma equipe local de TI. Essa prática é realizada hoje apenas por grandes empresas, pois o custo é muito alto e a demanda de trabalho para esse pessoal também acaba sendo.

Empresas de pequeno e médio porte mantêm hoje um analista de TI ou administrador de redes responsável por supervisão e gerência de contratos com empresas especializadas em manutenção e implantação de soluções, mas se sua empresa é uma microempresa com um pequeno escritório, a melhor opção é manter um contrato com terceiros.

Para o analista de TI de uma empresa de pequeno e médio porte, não é interessante ficar “apagando incêndio” o tempo todo realizando manutenção em equipamentos pois ele estará desperdiçando seu tempo enquanto deveria estar planejando e viabilizando novas soluções para ajudar a melhorar os processos da empresa.

Neste caso, a melhor opção é ter um contrato de manutenção com uma empresa especializada para realizar a tarefa para que ele possa seguir com o trabalho de gestão.

Já a empresa de grande porte poderá não ter em sua equipe uma pessoa especializada numa determinada situação e também precisará ter um contrato com uma empresa especializada, ou com o fabricante do equipamento para lhe garantir peças de reposição quando necessário.

Mas o que verificar e fazer em uma manutenção preventiva de um microcomputador?

– Verificação de nobreaks;

– Limpeza do equipamento;

– Atualização do antivírus;

– Verificação e busca por vírus instalados no equipamento;

– Verificação da alimentação elétrica;

– Atualização do Sistema Operacional;

– Atualização de aplicativos;

– Verificação da realização do backup;

– Verificação do Log do Sistema operacional e aplicações.

Estes são alguns tópicos que poderão garantir uma maior disponibilidade de seus equipamentos. Para tirar mais dúvidas, acesse nosso site e entre em contato conosco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *