Por que líderes devem entender de tecnologia?

É muito difícil imaginarmos como uma empresa operava em um passado em que a tecnologia não era necessária para o funcionamento do negócio. Uma era sem e-mails, pesquisas no Google e intranet, por exemplo, é algo inconcebível especialmente à geração mais nova.

É mais do que comprovado que a tecnologia não apenas apoia um negócio, quanto é também responsável por moldar as operações de uma empresa. Além de facilitar a comunicação e o fluxo de trabalho, por meio de softwares a tecnologia traz ganhos em vários pilares de uma organização, desde o gerenciamento do cliente até a gestão de cobranças, por exemplo. E o que falar da tecnologia móvel, que permite que levemos nosso negócio para qualquer parte do mundo (pelo menos virtualmente)?

Esses são apenas alguns exemplos de como a tecnologia tem contribuído para as operações empresariais. Com isso, podemos observar uma mudança importante na maneira como as organizações trabalham com aspectos gerenciais.

O papel da liderança quando o assunto é tecnologia

Os avanços tecnológicos são responsáveis por levarem empresas a patamares mais elevados de competitividade. É também graças a eles que o departamento de TI ou o CIO não têm mais a responsabilidade exclusiva de lidar com assuntos referentes à tecnologia.

Todo gestor ou diretor, independentemente do departamento em que atua, deve ter um certo nível de entendimento sobre tecnologia para que possa exercer sua função e direcionar seu setor para o cumprimento dos objetivos organizacionais.

Observe que atualmente a tecnologia não está relacionada aos investimentos que uma empresa faz em software e/ou hardware, apenas. Por isso, gestores e liderança em geral devem estar atentos a algumas práticas, conforme veremos a seguir.

Como os líderes devem trabalhar com a tecnologia?

Estamos vivendo a 4ª Revolução Industrial, ou a era da Internet das Coisas. Por isso, cada vez mais existe a necessidade de que setores da empresa busquem utilizar a tecnologia a seu favor, ou seja, para realizar negócios e executar operações de maneira nova. Isso significa que líderes devem incentivar suas equipes a trabalharem colaborativamente com a tecnologia, a fim de tornarem processos internos mais produtivos.

Além da 4ª Revolução Industrial, temos que levar em consideração os chamados “nativos digitais”, que são os menores de 30 anos que cresceram com a tecnologia. Para essas pessoas, é importante os líderes darem espaço para que trabalhem de forma mais produtiva, o que pode significar, muitas vezes, permitir que exerçam sus função home office, por exemplo.

Claro que a liderança também não deve esquecer das gerações anteriores. No que tange à tecnologia, é papel dos líderes criar uma cultura corporativa que incentive os mais velhos a adotarem as novas tecnologias. E, muito mais do que isso, incentivá-los a pensar de maneira criativa sobre como a tecnologia pode aprimorar o setor e a empresa como um todo.

Além disso, é importante que os líderes estejam sempre atualizados e de olho nas novas tendências tecnológicas. Por exemplo, como a equipe de suporte atende aos clientes? Estão sendo utilizadas ferramentas de Help Desk atualizadas? O que existe de novo no mercado e que se adequa às necessidades da área?

O importante é que a liderança esteja sempre se questionando se a empresa possui a tecnologia necessária para garantir mais produtividade e condições mais favoráveis de trabalho.

Mas, atenção! Isso não significa exercer o papel da TI

Perceba que tudo que foi dito até aqui não diz respeito aos conhecimentos técnicos especificamente. Tampouco significa que, de uma hora para outra, líderes devem se tornar profissionais de TI.

A área de Tecnologia da Informação é cada vez mais estratégica em fornecer soluções adequadas para que os demais setores exerçam suas atividades com redução de custos e aumento de produtividade. Todavia, é necessário que os demais líderes entendam como a tecnologia afeta suas áreas e como utilizá-la em seu favor.

Líderes que sabem disso e que se preocupam em estar atualizados conseguem adaptar-se mais rapidamente e estar um passo adiante da concorrência. Para isso, claro, é necessário que haja integração com a área de TI, já que é ela que possui os profissionais tecnicamente capacitados para avaliar a viabilidade de uso da nova tecnologia.

Sabemos que a integração entre TI e demais setores não é tão simples quando colocada em prática. Exatamente por isso, muitas empresas optam por terceirizar a área da Tecnologia da Informação.

Líderes, tecnologia e a terceirização da TI

Importante ressaltar que é necessário tomar um certo cuidado quando falamos em terceirização do departamento de TI. Isso porque, especialmente para nós, da Scurra, uma TI terceirizada só será útil se a compreensão da área de Tecnologia da Informação não se restringir à parte técnica. Em outras palavras: a empresa terceirizada deve ter conhecimento do meio corporativo, setor de atuação e das características específicas de cada departamento da estrutura organizacional.

Como destacado neste artigo, é cada vez mais evidente o papel estratégico da TI no sentido de apoiar líderes da empresa na aplicação de novas tecnologias. Se gestores devem entender e estar por dentro dos avanços tecnológicos de seus departamentos, é de responsabilidade da TI apoiar esses setores a colocar em prática as novidades.

Uma estrutura de TI terceirizada e que consiga fazer essa ponte entre estratégia e tecnologia, além de reduzir custos (falamos sobre isso neste artigo) auxiliará os líderes com sugestões de soluções que agreguem valor e façam aumentar a competitividade da empresa.

Por isso, não esqueça:

Conhecer sobre tecnologia não é apenas papel da TI. Um líder de destaque nos padrões atuais deve buscar aprimorar os processos, atividades e operações de suas áreas. Para isso, é fundamental que fique atento às novas soluções que agregarão valor ao seu departamento.

Se por um lado a liderança precisa estar inserida no contexto tecnológico, é papel da TI atuar estrategicamente no sentido de avaliar e viabilizar a aplicação de novas tecnologias. Uma boa alternativa para unir líderes, tecnologia e TI é optar pela terceirização, especialmente quando a terceirizada une o conhecimento técnico com o conhecimento das operações do negócio. Por isso, caso você esteja pensando em terceirizar a TI, uma dica é verificar o que a empresa conhece do meio corporativo e como ela apoia outras organizações do seu setor (e outros líderes) a aplicarem as novas tecnologias.

Assim, se você precisa de uma equipe de TI que atue mais estrategicamente e seja uma ponte com a liderança – e não sabe por onde começar -, conte com a Scurra! Nossos profissionais possuem todo o conhecimento técnico necessário, e também conhecem a fundo como funcionam as operações de uma empresa.

 

Gostou deste artigo? Conte para nós o que achou e fique à vontade para compartilhá-lo com seus colegas. Aproveite e acesse nosso Blog Scurra TI para ficar por dentro de nossos artigos e novidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *