Sua empresa está preparada para a Hiperconectividade?

“O que acontece em Wall Street não fica mais em Wall Street. O que acontece em Vegas vai parar no YouTube”. A frase, de Tim Leberecht, resume aquilo que conhecemos por hiperconectividade. O termo descreve uma situação na qual tudo conversa entre si: pessoa com pessoa, pessoa com máquina, máquina com máquina.

Para se adequar a essa realidade empresas precisam, muitas vezes, se reestruturar. Isso porque, em um ambiente em que pessoas (leia-se o público-alvo) passam a ter mais acesso à informação, uma empresa que aplica conceitos de hiperconectividade tem muito mais chances de sair na frente. E que conceitos são esses?

Para responder a essa pergunta, convido você a primeiramente pensar no próprio conceito de hiperconectividade descrito no primeiro parágrafo. Você vai concordar que, se estar hiperconectado significa ter a possibilidade de viver um mundo online 24h por dia, isso quer dizer que a velocidade com que empresas devem apresentar repostas a problemas de clientes é muito maior. Isso nos leva a pensar em:

Hiperconectividade e inovação

Dizer que inovação é um dos conceitos de hiperconectividade chega a parecer óbvio. Pense o seguinte: ao imaginar uma empresa na era de hiperconectividade é possível associá-la com um ambiente obsoleto? Se você concordar comigo, terá respondido não a essa pergunta.

Isso explica-se especialmente pelo fato de que quando o acesso à informação cresce, aumenta também o acesso que seu cliente tem tanto ao seu negócio quanto ao dos seus concorrentes. Logo, inovar significa constantemente fornecer soluções criativas e de qualidade, buscando ter sempre um diferencial competitivo para sair na frente e agregar valor.

Hiperconectividade e otimização de processos

Otimização de processos tem a ver com aumento de eficiência e redução de custos. Assim, otimizar processos faz também parte do DNA da hiperconectividade, especialmente porque isso possibilita ao cliente ter acesso a um melhor atendimento e a melhores produtos e serviços.

Quando falamos em otimização de processos temos, obrigatoriamente, que pensar na TI da empresa. Ora, para trabalhar de maneira inteligente, pensando em entregar valor aos clientes, é preciso que a organização inteira esteja ligada e que todas as áreas se comuniquem entre si. Isso nos leva ao terceiro, e mais importante, conceito de hiperconectividade:

Hiperconectividade e TI

Com funcionários conectados com funcionários, empresa conectada com funcionários, e áreas conectadas entre si, o volume de informações que circula no ambiente organizacional cresce exponencialmente.

Aliás, na hiperconectividade as informações têm um peso ainda maior. Isso ocorre porque os dados que circulam pela empresa (de forma muito mais rápida e em tempo real) dão um maior embasamento e mais apoio nas tomadas de decisão estratégica. Exatamente por isso é que proteger essas informações é crucial.

A aplicação de estratégias de infraestrutura e serviços em nuvem é uma maneira de fazer essa proteção, bem como a adoção de softwares para gestão de documentos, por exemplo, ou a realização de auditorias de segurança da informação. Aliás, a própria infraestrutura de TI da organização precisa ser ainda mais protegida.

Por fim, o desafio da TI

Cada vez mais os departamentos de TI enfrentam o desafio de fornecer aos seus usuários ferramentas que os atendam de forma eficiente e segura, e que os ajudem a desempenhar suas funções com mais eficiência.

A TI caminha lado a lado com a inovação e a otimização de processos, logo, é graças ao seu desenvolvimento que conseguimos ter organizações hiperconectadas. Contudo, é necessário que a área esteja sempre atenta às mudanças e consiga adaptar-se rapidamente a elas (um exemplo disso são as soluções de Machie Learning).

Sem um ambiente seguro de TI não tem como pensar em hiperconectividade. Por isso, para estar na frente é preciso começar a atuar no presente. Assegure-se de que a infraestrutura de TI da sua empresa esteja preparada para entrar em um ambiente que conecta cada vez mais seus clientes com seu negócio.

Gostou deste artigo? Conte para nós o que achou e fique à vontade para compartilhá-lo com seus colegas. Aproveite e acesse nosso Blog Scurra TI para ficar por dentro de nossos artigos e novidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *